Você sabe o que são os macronutrientes? Venha saber mais:)

Olá! Já que vamos conversar sobre nutrição, nada melhor do que saber um pouquinho mais sobre os alimentos e o que os compõem. Por isso, vamos falar sobre nutrientes!

Os nutrientes são divididos em macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios) e micronutrientes (vitaminas e minerais). Nesse mês vamos conhecer os macronutrientes.

Os macronutrientes constituem a maior parte das nossas refeições e devem ser consumidos diariamente para garantir uma alimentação saudável. A quantidade ideal da ingestão varia de acordo com uma série de fatores como idade, condições de saúde, rotina alimentar, nível de atividade física, suplementação, entre outros.

Os carboidratos têm como principal função o fornecimento de energia para o funcionamento do organismo. As fibras, tão famosas quando se fala em alimentação saudável, fazem parte do grupo dos carboidratos complexos. Elas proporcionam saciedade e são importantes na melhora do funcionamento intestinal, no controle da glicose e do colesterol no sangue, entre outras funções. As principais fontes de carboidratos são arroz, trigo, milho, aveia, farinhas, pães, massas, batatas, mandioca, tapioca, etc. A preferência por alimentos integrais auxilia na ingestão de fibras.

As proteínas são resposáveis pelo crescimento e manutenção do corpo humano, através do fornecimento de componentes que funcionam como material para construir e renovar nossas células. São encontradas tanto em alimentos de origem animal quanto vegetal, entretanto as fontes de origem animal são mais completas. As principais fontes de proteínas são ovos, leite, carne, peixes e aves (origem animal) e feijões e outras leguminosas, castanhas e nozes (origem vegetal).

Os lipídios (ou gorduras) têm a função de fornecer ácidos graxos essenciais, que nosso organismo necessita mas não produz, além de conduzir vitaminas A, D, E e K. A preferência de consumo deve ser por lipídios insaturados, de origem vegetal. As gorduras de origem animal devem ser consumidas com moderação, uma vez que o excesso pode causar aumento da glicemia, colesterol e triglicerídeos. As principais fontes de lipídios são carnes, ovos, peixes, leite e derivados, sementes, nozes, abacate, azeite e óleos vegetais.

Cada nutriente tem sua importância e função específica no funcionamento do nosso organismo. É importante lembrar que na presença de doenças o controle da alimentação e dos nutrientes ingeridos é parte fundamental do tratamento e precisa ser realizado e acompanhado por nutricionistas e equipes de saúde.

Depois dessas informações, podemos concluir que ao pensar em uma alimentação saudável a palavra chave é equilíbrio! A recomendação geral é preparar refeições variadas, com alimentos diversificados, priorizando os in natura e minimamente processados e evitando os industrializados e ultraprocessados. Alimente-se com prazer e equilíbrio, e deixe os cálculos para seu nutricionista de confiança.

Até a próxima! 🙂

20161225_0332031
Elizangela Camargo Rodrigues
Nutricionista, especialista em Nutrição Materno Infantil e mestranda em Nutrição pela UFSC. É membro do Grupo de Pesquisa Comportamento e Consumo Alimentar – UFSC.

Deixe uma resposta

Bitnami