Você conhece os Alimentos Integrais?

Oi! Esse mês falaremos sobre os alimentos integrais 😍🍪🍞, que normalmente conhecemos por serem ricos em fibras. Afinal o que são e quais são os benefícios desses alimentos?

São denominados integrais os cereais e grãos que não foram submetidos a processos de refinação, e portanto permanecem com cascas, películas e outros componentes originais. Esses componentes contêm nutrientes, entre eles algumas vitaminas, minerais e as tão conhecidas fibras alimentares.

As fibras insolúveis são componentes não digeríveis pelo organismo humano, dessa forma exercem importante papel como estimulador dos movimentos intestinais, denominados movimentos peristálticos. Esses movimentos são de extrema importância nos processos digestivos, por serem responsáveis pela expulsão dos resíduos. Já as fibras solúveis, que também estão presentes em alimentos integrais, apresentam como funções o controle da glicemia (açúcares no sangue) e do colesterol.

Os carboidratos, como já sabemos, são os principais responsáveis por fornecer energia para o organismo. Entretanto é importante avaliarmos e sabermos escolher o tipo de energia que queremos abastecer nosso corpo. Os alimentos brancos ou refinados são fontes de carboidratos estruturalmente simples, que apresentam absorção rápida e liberação de energia imediata. Em contrapartida, os alimentos integrais possuem uma estrutura complexa, que permite uma liberação de energia mais lenta para o corpo, permitindo que a glicemia aumente aos poucos. Essa liberação de energia gradual é uma grande vantagem, em especial para pessoas que desejam diminuir a ingestão de alimentos e perder peso (por promover maior saciedade) e para diabéticos (por evitar grandes picos de glicemia).

E se eu quiser potencializar minha alimentação com esses nutrientes a partir dos alimentos integrais, como devo fazer?

Muitos alimentos tradicionalmente presentes na alimentação dos brasileiros possuem suas versões integrais, mais nutritivas, com menor índice glicêmico, com mais fibras e com maior saciedade. Arroz, pães, biscoitos e as mais diversas preparações elaboradas com farinhas integrais são alguns exemplos. Lembrem-se sempre de dedicar um tempinho para a leitura dos rótulos dos alimentos industrializados, porque nos supermercados existem muitos produtos que se intitulam integrais, mas que possuem cereais refinados como ingrediente principal.

Caso deseje um plano alimentar individualizado, com essas substituições implantadas e acompanhadas de acordo com seu estilo de vida, lembre-se de consultar um profissional nutricionista. Com um poquinho de esforço é possível mudar os hábitos alimentares e substituir os carboidratos brancos pelos integrais. Pelos benefícios à saúde, garanto que vale a pena!

 

Até mais! 🙂

20161225_0332031
Elizangela Camargo Rodrigues
Nutricionista, especialista em Nutrição Materno Infantil e mestranda em Nutrição pela UFSC. É membro do Grupo de Pesquisa Comportamento e Consumo Alimentar – UFSC.

Deixe uma resposta

Bitnami